Capitulo 13
What was supposed to happen...
O relógio batia exatamente às 6 horas da manhã. Mariane se virou de lado e ficou encarando o despertador. Era segunda-feira, tinha que ir pra escola. Não sentia a mínima vontade de levantar, aliás, desde o “incidente” com Laila, não tinha vontade de fazer nada. Ficou apenas se virando para lá e para cá na sua cama e como havia virado de costume, chorou. Chorava todo dia. Não conseguia tirar a imagem de Laila de sua cabeça. Não conseguia esquecer aqueles olhos completamente negros. Culpava-se por tudo aquilo, tudo mesmo.

Posted on 20:37 by Marcos Valença

2 comentários


Capitulo 12
Just a talk
E ai, mudou a dupla?
-Não, agora eu trabalho em trio. Deixe-me te apresentar, esse é o Daniel.
-E o Sergio?
-Tá lá fora, observando aquele corpo que está lá.
Felipe arregalou os olhos, sabia que era o corpo de Yuri, e sabia que ele não estava pronto pra lutar contra Sergio. Seria suicídio. Seu pensamento foi cortado quando Daniel disse:

Posted on 19:32 by Marcos Valença

Sem comentários


Capitulo 11
Things that happen
Laila estava se contorcendo quando Mariane chegou com um pedaço de carvão que encontrou jogado. Felipe pegou o carvão e foi andando em direção a Laila, quando estava perto ela se contorceu e o jogou para fora do quarto onde estava.
Laila estava em um estado sem igual, deplorável. Seus olhos estavam completamente negros e com sangue escorrendo de tais, assim como escorria de sua boca, nariz e ouvidos. Sua pele estava perdendo a cor a aparentava derreter pouco a pouco. Tudo isso misturado com o fato que ela se debatia hora ou outra, e ia aumentando a frequência desse ocorrido.
Mariane olhou para Felipe e disse:

Posted on 22:01 by Marcos Valença

1 comentário

Olá galera ;) Pois bem, aqui estamos com o último capítulo dessa fase de SILENCIAR. O próximo capítulo será postado no dia 02/09, e com ele se iniciará a fase final de SILENCIAR, como 6 capítulos e um epílogo. Mas bem, por enquanto curtam esse aqui, que é o maior da série, e esperem pelo 58 ;)


57

PARTE UM

Me Salve

Save Me - Avenged Sevenfold

            Nathalia acordou com um estampido. Viu-se novamente numa sala escura, e na demorou para suas memórias voltarem, assustadoras. Se pudesse, teria gritado, mas o ar parecia preso em seu pulmão. Tinha extrema dificuldade em respirar, em parte pelo medo, em parte pela dor que sentia da barriga até a garganta. E sua cabeça, claro - parecia prestes a explodir. Antes que pudesse notar, havia sangue tampando-lhe a visão; se estava desacordada a tanto tempo, deveria ter feito algo para reabrir o corte...

Posted on 17:29 by Yuri Costa

7 comentários


Capitulo 10
Scream
Laila e Mariana estavam abaixadas e abraçadas e chorando. Felipe estava na sacada olhando o céu. Não sabia quando Yuri iria acordar, então esperaria ali, tinha certeza que saberia quando ele iria acordar. Só ouvia ambas as meninas chorando uma com a outra. No meio aviam algumas discussões sobre o que Mariana havia feito, mas eram rapidamente apaziguadas.
Depois de uns vinte minutos de choro haviam parado, Felipe foi seguindo em direção e elas e puxou um papel do bolso e jogou na mão de Mariane, então disse:
-Leiam e ajam normalmente. É melhor o Yuri não saber, não agora. E Mariane, precisarei de você lá em baixo, daqui a pouco.
-Pode deixar, eu vou descer.
Mariane deixou o papel no chão e o ficou encarando por cerca de um eterno único minuto. Esticou seu braço e pegou o papel, não queria, mas tinha que ler o que estava escrito.

Posted on 19:13 by Marcos Valença

Sem comentários

Oi galero ;) Não sei se vocês leram o comunicado sobre SILENCIAR, mas se não, aqui está: http://historiasebesteiras.blogspot.com/2011/08/comunicado-o-fim-de-silenciar-e-o.html Lembrando que aqui também tem a sinopse do livro que eu estou escrevendo, "Ecos", e que sairá ano que vem nas livrarias, espero. Bem, aqui está o capítulo que vocês esperaram:


56

Afundando

Going Under - Evanescence

            Yago acordou cedo naquela manhã seguinte - ou fingiu fazê-lo, pois não dormira nada. Nem sua mãe nem seu irmão ousaram sequer por a cabeça para dentro do quarto; já havia dito que não queria ser incomodado. De qualquer forma, quando olhou para o relógio, viu que ainda eram sete da manhã. Se tivesse escola, estaria atrasado. Se tivesse provas, estaria no horário certo, pois as avaliações eram aplicadas somente às oito horas. Mas ambas haviam acabado na semana anterior, e os resultados sairiam somente depois do Natal. E, mesmo se não houvessem, Yago não se levantaria da cama - para nada.

Posted on 18:06 by Yuri Costa

3 comentários

Oi galera ;) Como prometido, aqui está o comunicado. É um tanto longo e com bastante informação, então peço paciência para quem lê, e guardem suas dúvidas para o final RSSSSSSSSS

Vamos começar então com o comunicado sobre SILENCIAR.

Posted on 17:50 by Yuri Costa

3 comentários