Paranóia

Era dia 10 de outubro, Felipe estava num dia comum voltando da faculdade. Saíra cedo. Foi dia de prova. Decide ver às horas, eram 10 horas e 10 minutos, odiava quando via as horas iguais. Ele nunca entendeu o porquê, mas sempre teve uma sensação de terror, ainda mais quando era dia 10, do décimo mês. Tudo isso soava muito pesado quando pronunciado, chegava a ser medonho.

No momento em que tirou os olhos do relógio, ouviu um pequeno sussurro “Cuidado”. Rapidamente, ele para assustado. Há poucos metros de sua frente, um acidente de carro terrível aconteceu. Um carro bateu no poste, que caiu a poucos centímetros da sua frente. Se não parasse, provavelmente teria sido acertado pelo poste e talvez nem sobrevivesse. Ficou paralisado a principio, mas depois que o momento passou, começou a correr para sua casa.

Chegou em casa e largou sua mochila no sofá como de costume. Subiu diretamente para o segundo andar e se jogou na cama, encarando o teto. Ficou relembrando o acontecimento diversas vezes e não importa o quanto pensasse, não sabia que voz era aquela. “Devo estar enlouquecendo.” – pensou – “Não existe essas coisas de voz do além e tudo mais, deve ser algo da minha mente”. Levantou da cama, pegou sua roupa para ir tomar banho, olhou a hora que estava entrando, 11horas e 01 minuto, não entendeu o porquê, mas percebeu que se diminuísse os números, daria 10. “Estou ficando paranoico” – disse em voz baixa – “Só pode ser isso”. Terminado o banho, ele saiu se secando ainda, e como de costume, olha o relógio novamente, 11 horas e 21 minutos, novamente a conta dava uma derivação de 10.

No mesmo minuto, ele começa a subir a escada e ouve o sussurro “Agora é sua hora”. Ele paralisa novamente. De repente é possível se ouvir o barulho da escada que estava rachando. Em apenas um salto sai da escada, que se parte em pedaços. Exatamente no local onde cairia, uma estaca afiada fica virada para cima. Após isso ouve diversos sussurros de uma vez, não conseguindo entender nenhum. A luz da casa começa a falhar, notou pelo rádio que estava ligado no último volume. Corre para um quarto isolado da casa, localizado no quintal, fica ouvindo as vozes por horas, até que param, sem mais nem menos. Ele sai calmamente do quarto. “Já é noite.” – sussurra para si mesmo – “Quando tempo será que se passou?”. Assim que entra em casa, vê tudo aos pedaços, como se tivesse ocorrido um “poltergaist”.

Felipe anda calmamente, quando cai um lustre em sua cabeça. Ele cai no chão, bota a mão em sua cabeça, a sente molhada e quando olha pra ela, a vê ensanguentada. Nota uma sombra em sua porta, aparentemente um homem adulto. O tal homem sorri e tira um relógio do bolso. Felipe olha e abre um sorriso sarcástico. Eram 10 horas e 10 minutos da noite.

Os olhos deles começam a pesar, tendo como última visão aquele homem, até que se fecha e fica tudo escuro.

Dias depois entra um policial na casa, tudo em perfeito estado, exceto pelo fato de ter o número dez escritos nas paredes e ter um jovem caído no chão. Estava morto. Logo percebeu ao ver a poça de sangue já endurecida e a faca na mão do garoto, manchada de sangue, “Suicídio” – diz o policial – “E aparentemente enlouqueceu”.


Fala aew galera, geral de boa?Essa é uma redação que passaram pra eu e minha turma, e essa é a minha, opnião por favor (tenho certeza que não vão postar p.n. porque eu que to escrevendo, mas enfim) Eu sei que não está no nivel de uma historia do Yuri, mas, é o que eu tentei, ta ai xD

Posted on 21:13 by Marcos Valença

2 comentários

40

Jarro de Corações

Jar Of Hearts - Christina Perri

            Abriu a porta praticamente ao fim da primeira série de batidas, já ansiosa. Havia esperado-o a tarde toda, por mais que soubesse que haviam marcado de sair apenas à noite. Teve de esperar ainda mais, pois ele se atrasara. Não tinha vontade de ouvir a desculpa, no entanto. Queria apenas sair para a tão desejada noite e talvez não voltar para casa tão cedo. Talvez não voltar até amanhecer.

Posted on 17:44 by Yuri Costa

4 comentários



Fala aew galera, de boa? Eu e Figueiredo começamos um vlog, de palhaçada e talz, vamo tentar gravar um por semana e tudo mais (não é garantia que vamos conseguir), e..... É só isso, valeu galera, vejam ai e se divirtam xD

Posted on 19:18 by Marcos Valença

Sem comentários



39

Perdoe-me

Frogive Me - Evanescence

            - Nathalia - uma chorosa Alex disse ao telefone, mas não pôde continuar.
            Estava trancada num banheiro, extremamente mais limpo do que imaginara, falando o mais baixo possível. Olhava para os lados e aguçava os ouvidos todo o tempo. Mordia o lábio com tanta força que quase sangrava, deixando a pele da boca inchada. Já apertara as unhas contra o braço diversas vezes, até deixar marcas. Os olhos estavam marejados, e refletiam o total desespero que sentia.
            - Nathalia - recomeçou, com a voz ainda menos firme, e sentiu-se a ponto de desmoronar, literalmente - Eu... eu fiz uma bobagem. Uma merda. Muito merda.

Posted on 18:02 by Yuri Costa

4 comentários

Hey galera :) Como podem perceber, a formatação da postagem tá um pouco diferente, mas é só por causa de um novo editor de texto que eu tô usando. E isso não importa muito na verdade. Então, leiam e comentam, ah, vocês conhecem o esquema xD

38

Adolescentes

Teenagers - My Chemical Romance

FINAL DE JULHO

         Nathalia subiu as escadas, com um copo de água cheio até a borda na mão. Derramou algumas poucas gotas, que secariam no carpete fofo ou na madeira da escada. Só esperava que não manchasse.
         Quando chegou à seu quarto, já havia derramado o suficiente para matar a sede que sentia - fora idiota em descer para a cozinha e esquecer de tomar um copo d’água -, mas não se importava muito. Talvez por que carregava água da torneira, e não podia imaginar por onde aquilo passara antes de chegar à sua casa.
         Na mesa de cabeceira, à luz do sol, um lírio branco, perfeitamente bem cuidado, reluzia, refletindo a luz para o quarto inteiro. Não o tornava menos escuro, mas o tornava incrivelmente mais belo.

Posted on 17:28 by Yuri Costa

3 comentários




Fala aew galera \o/, pleno carnaval, eu em CF, e essa merda de chuva não deixa eu sair e me divertir \o/, enfim, so to aqui pra divulgar o vlog do Assis (embora ele não apareça nesse video, aquele que fez o video comigo cantando, lembra do desastre? pois é, esse mesmo) Então, nem vo falar muita coisa, so isso mesmo, vale galera, abração xD, so postei esse mas vai lá no canal, tem muito mais xD

Canal: http://www.youtube.com/user/CLMzan?feature=mhum#p/u/0/Et5_V_kiuUY

Posted on 15:57 by Marcos Valença

Sem comentários

E ae galera :) Desculpem pelo imprevisto semana passada, foi um problema com o Background do blog. Mas não se preocupem: a partir daqui, será um capítulo por semana, toda sexta, se não houver outros imprevistos, o que creio que não haverá. Semana que vem tem capítulo novo sim, sem problema nenhum. Esperou que curtam esse :)

37

Quase Fácil

Almost Easy - Avenged Sevenfold

Nathalia virou-se de lado. Com um suspiro de cansaço, relutou ao abrir os olhos. Ficou listando motivos para não fazê-lo, que ainda devia ter tempo, que o despertador ainda não tocara. Quando este enfim tocou, deu-se mais cinco minutos, que acabaram sendo dez, que acabaram sendo quinze. Quando viu, já estava com a manhã inteira atrasada.

Posted on 20:45 by Yuri Costa

3 comentários